Meditations from the Word

by Pastor David MacAdam

Posted by admin

Onze de Janeiro de 2011

 

Guarde (A Palavra) e a Mantenha Acesa!

 

Querida Família da Nova Vida,

 

Bem-trabalho! Estamos quase no meio do livro de Gênesis!

 

Ao “Ler-a-Bíblia-em-Um-Ano,” talvez você tenha se chateado com o comportamento de Noé, Ló e Abraão.  O comportamento deles `as vezes é muito decepcionante. Noé fica bêbado e se comporta de uma maneira constrangedora. Abraão continua a dizer meias-verdades sobre sua esposa Sarah. Ló instala-se em Sodoma, e no relato de sua vida no Antigo Testamento, pouco existe que venha sugerir que ele tiria tido qualquer tipo de   longa-caminhada com o Senhor, ou testemunho (Cristão) para a comunidade. No entanto, o Novo Testamento chama-lhe "o justo Ló" (2 Pedro 2:7).

 

Vemos aqui um padrão emergente no Evangelho, isto deve nos encorajar. Deus trabalha com pecadores e providencia uma maneira para que sejam declarados justos, não por suas obras de justiça, mas pela fé No único que pode justificar o ímpio. O verdadeiro Herói da história é Aquele cuja presença está escondida por trás dos bastidores. O verdadeiro Herói é o único Deus Verdadeiro, que nos chama a um relacionamento com Ele e nos apresenta com o desafio da obediência, o que no caso deles prova ser uma prefiguração do plano de salvação. No nosso caso, é o verdadeiro plano de salvação centralizado em Cristo. 

 

Por meio da obediência de Um, (Deus, o Filho), muitos serão feitos justos (Romanos 5:19). Abel acreditou em Deus, e a Justiça do Filho de Deus foi creditada a Ele (ver Hebreus 11:4). Noé acreditou em Deus, e ingressou na provisão de Deus (a arca), para ser salvo de Sua ira santa, e recebeu a dádiva da Justiça como uma herança (Hebreus 11:7). Uma herança é uma dádiva que é recebida através da provisão de outro. "Abraão creu em Deus, e isso lhe foi creditado como justiça". (Gálatas 3:06, Romanos 4:3) 

 

Com o propósito de compreender o Livro do Génesis, G. Campbell Morgan divide-o em três seções. A primeira seção é intitulada, "Geração". Aqui nós vemos Deus como Criador e Rei da Criação, e a humanidade feita à Sua imagem, para ter um relacionamento com Ele. (Gênesis 1-2). Morgan intitulada a segunda seção, "Degeneração" (Gênesis 3:01 - 6:07). É a história do pecado e seu impacto sobre a sociedade. A terceira seção é intitulada "Regeneração," e registra a narração redentora de Deus, chamando e salvando indivíduos, tendo em vista proporcionar salvação às nações (Gn 6:08 até o fim do livro). O assunto principal sendo as histórias de vida individualmente e de homens-representantes, (particularmente) Abraão, Isaac e Jacó. 

 

Através de todos estes, a revelação suprema é que Deus está buscando a restauração dos homens à obediência, restaurando-os ao princípio fundamental da vida humana: Fé em Deus.”

 

As leituras de hoje, tanto no Antigo e Novo Testamentos, ressaltam que para ter sucesso na fé (confiando e obedecendo `a Deus), é ter uma vida de sucesso. Falhar na fé é falhar na vida.

 

A leitura em Provérbios de hoje reafirma este tema:

 

"Meu filho, não se esqueça da Minha Lei. mas guarde no coração os Meus Mandamentos, pois eles prolongarão a sua vida por muitos anos e lhe darão prosperidade e paz.  Que o amor e a fidelidade jamais o abandonem; prenda-os ao redor do seu pescoço, escreve-os na tábua do seu coração. Então você terá o favor de Deus e dos homens e boa reputação. Confia no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento. Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e Ele endireitará as suas veredas.” (Provérbios 3:1-6)

 

Em Gênesis 24, vemos a missão bem-sucedida de encontrar uma esposa para Isaque. Veja a imagem profética: O Pai, (Abraão), quer uma noiva para seu filho, (Isaque). Ele envia um Mensageiro (ao qual um nome não é dado, e que não fala de si mesmo), este irá comunicar a Boa Nova num país distante, falar sobre o Filho, convidar a escolhida para ser Sua noiva, e traz um adiantamento de Sua riqueza, como garantia de uma herança. O Mensageiro aqui é uma representação maravilhosa do Espírito Santo, a Quem o Pai enviou, com o

 

Evangelho, para nos chamar a ser parte de Sua família, pela dádiva de Seu Filho. (Ver Efésios 1:9-14)

 

Note a parte de Isaque em tudo isto. Ele não está jogando o jogo do namoro. Ele está confiando no desígnio do Pai e no trabalho do Mensageiro. Ele está meditando no campo, com seus afetos voltados `as coisas acima, celestiais (Gênesis 24:63). Lembra do provérbio? Aqui está mais uma vez, na (Nova Versão Internacional) " Confia no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento. Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e Ele endireitará as suas veredas.” (Provérbios 3:1-6)

 

A leitura do Novo Testamento também oferece representações de pessoas de fé, confiança e obediência:

 

* O leproso (o único registro que temos de alguém que, como resposta ao Sermão da Montanha, especificamente veio a Jesus) Mateus 8:2.

 

Observe como Jesus disse ao leproso para não contar a ninguém, depois que Ele o cura. Ele também pede ao leproso curado que vá até o sacerdote, tal como é exigido pela lei do Antigo Testamento para ser declarado "curado" e restaurado `a comunidade Israelita.

 

* O servo do centurião.

 

Veja como o centurião é elogiado por Jesus, enquanto ele explica a natureza da fé – reconhecendo e se submetendo à Autoridade Divina. (Confie no Senhor de todo seu coração. Não se apóie em seu próprio entendimento).

 

* Jesus, quando Ele cura a sogra de Pedro.

 

Ela está curada, não por alguma fé de sua parte, mas na base da misericórdia soberana de Deus, mostrando Sua fidelidade em Cristo (Mateus 8:14). Jesus cuida, Ele se importa.

 

Keep On Keeping On!

10 Jan 2011
Posted by David MacAdam

Dear New Life Family,

 

Well done! We are almost half-way through the Book of Genesis!

 

Perhaps you have been annoyed with the behavior of Noah, Lot, and Abraham as you have been reading through the One Year Bible. Their behavior at times is very disappointing. Noah gets drunk and behaves in an embarrassing manner. Abraham continues to tell half-truths about his wife Sarah. Lot settles in Sodom and there is little in the Old Testament account of his life that suggests that he had any prolonged walk with the Lord or witness with the community. Yet the New Testament calls him “righteous Lot” (2 Peter 2:7).

 

We see a gospel pattern emerging here, that should encourage us. God works with sinners and provides a way for them to be declared righteous, not through their works of righteousness, but by faith in the only One who can justify the ungodly.  The real hero of the story is the One whose presence is hidden behind the scenes. The real Hero is the One true God who calls us into a relationship with Himself and presents us with the challenge of obedience, which in their case proves to be a prefiguring of the plan of salvation. In our case it is the actual plan of salvation centered in Christ.

 

By the obedience of One (God, the Son) many will be made righteous (Romans 5:19). Abel believed God and the righteousness of the Son of God was credited to Him (see Hebrews 11:4). Noah believed God, entered into God’s provision (the ark) to be saved from His holy wrath and received the gift of righteousness, as an inheritance (Hebrews 11:7). An inheritance is a gift that is received through the provision of another. ”Abraham believed God and it was credited to him as righteousness”. (Gal 3:6; Rom 4:3)

 

For the purpose of understanding the Book of Genesis, G. Campbell Morgan divides it into three sections. The first section is titled, “Generation”. Here we see God as Creator and the King of Creation and mankind made in His image to have a relationship with Him. (Genesis 1-2). The second section Morgan titles, “Degeneration” (Genesis 3:1-6:7). It is the story of sin and its impact upon society. The third section is titled “Regeneration” and picks up the redemptive narration of God calling and saving individuals with a view to providing salvation to the nations (Gen. 6:8 through to the end of the book). “The principle subject is that of the life stories of individual and representative men, (particularly) Abraham, Isaac and Jacob . Throughout all these the supreme revelation is that of God seeking to restore men to obedience by restoring them to the main principle of  human life, that of faith in Himself.”

 

Today’s readings in both the Old and New Testaments emphasize that to succeed in faith (trusting and obeying God) is to succeed in life. To fail in faith is to fail in life.

 

Today’s reading from Proverbs restates this theme:

 

    “My son, do not forget my teaching, But let your heart keep my commandments; For length of days and years of life And peace they will add to you. Do not let kindness and truth leave you; Bind them around your neck, Write them on the tablet of your heart. So you will find favor and good repute In the sight of God and man. Trust in the LORD with all your heart And do not lean on your own understanding. In all your ways acknowledge Him, And He will make your paths straight. “ (Proverbs 3:1-6)

 In Genesis 24 we see the successful mission of finding a spouse for Isaac.  Note the prophetic picture: The Father (Abraham) wants a bride for His Son (Isaac). He sends out a Messenger (who is not named and does not speak of Himself) who will communicate the good news in a far country, speak of the Son, invite the chosen one to be His bride and brings a downpayment of His wealth as a pledge of an inheritance. The messenger here is a wonderful type of the Holy Spirit whom the Father has sent to call us with the gospel to become part of His family through the gift of His Son. (See Ephesians 1:9-14)

 

Notice Isaac’s part in all this. He is not playing the dating game. He is trusting the plan of the Father and the work of the Messenger.  He is meditating in the field with His affections set upon things above (Genesis 24:63). Remember the Proverb?  Here it is again, in the New King James version:  “Trust in the LORD with all your heart, And lean not on your own understanding; In all your ways acknowledge Him, And He shall direct your paths.” (Proverbs 3:5-6)

 

The New Testament reading also provides pictures of people of faith, trust, and obedience:

 

  • The leper (the only record we have of anyone responding to the Sermon on the Mount by specifically coming to Jesus) Matthew 8:2.

     

      Notice how Jesus tells the leper not to tell anyone after He heals him. He also asks the healed leper to go to the priest, as required by the Old Testament law, to be declared ‘healed’ and restored to the Israelite community.

  • The centurion’s servant.

     

      Notice how the centurion is commended by Jesus as he explains the nature of faith- Recognizing and submitting to Divine Authority. (Trust in the Lord with all your heart. Lean not on your own understanding).

  • Jesus, as He heals Peter’s mother in law.

     

      She is healed, not through any faith on her part, but on the basis of God’s sovereign mercy to show His faithfulness in Christ (Matthew 8:14). Jesus cares.

Pray that the Lord will mobilize the church to complete the unfinished task of reaching the world with the gospel. Page 27 of the Book “Operation World” gives 5 specific prayer requests. Of the 16,350 people groups listed in the Joshua Project, 6,645 are counted in the Least Reached/Unreached category- 40.6% of all peoples. The total population of individuals from unreached peoples is 2.84 billion, or 41.1% of humanity.

 

- Pastor David

 

Tags:
Posted by David MacAdam

Genesis 18:16-19:38 | Matthew 6:25-7:14 | Psalm 8:1-9 | Proverbs 2:6-15

 

What strikes me as we read today’s passages from the One Year Bible in both the Old and New Testaments is the need for a healthy fear of the Lord.

 

Solomon said it in the Book of Proverbs: The fear of the LORD is the beginning of knowledge; Fools despise wisdom and instruction.” (Proverbs 1:7; 3:14; 5:7; 7:18; 8:12-13).

 

We are to respect the Lord above all else. If you come across downed power lines you do not run up to them and play with them as if they were a ball of string or carry them like extension cords. Those electric lines are alive with life-threatening power. Those power lines that provided so much good to the neighborhood, serving all the homes with needed electricity to provide heat and utilities for our well-being, become life-threatening if they are encountered  carelessly or treated casually.

 

The fear of the Lord is an attitude of reverence and awe that people show Him because of His authority and greatness. His power is to be respected.  The person who fears the Lord will inquire to find out His mind, hear His Word and obey it.

 

When Lot told of what God was going to do to the city of Sodom, Lot’s son-in-laws ridiculed him. Perhaps Lot never shared his faith with them before this last crucial minute? 

 

There is a danger in taking the Lord, and His Word, too lightly.

 

As we read today’s passages we realize the greatness of human sin and the legitimacy of God’s judgment upon it.  But we see God’s mercy as He continually offers a way of escape to those who are rightly related to Him through faith.

 

The Sermon on the Mount ends with an invitation to escape destruction by heeding His Word and coming to Him on His terms and not our own.  We cannot play games with God.

 

Matthew 7:13-15 (NASB)
13 "Enter through the narrow gate; for the gate is wide and the way is broad that leads to destruction, and there are many who enter through it. 14 "For the gate is small and the way is narrow that leads to life, and there are few who find it.”

 

There are many helpful tools to encourage you as you read through the Bible. You can access the Scriptures on your cell phone, and you can even enjoy other people’s insights on blogs such as the http://www.oneyearbibleblog.com/

 

But the important thing is to read it. Read it, see Christ and worship. Read it, see God’s redemptive work in history and understand it. Read it for personal application and transformation. Read it, grow in a healthy fear of the Lord, and get wisdom! Believe God and enter into life in Jesus’ Name.

 

Tags:
Posted by admin

Leia a Palavra para Crescer em Temor Saudável, Reverente ao Senhor

 

(Gênesis 18:16-19:38 | Mateus 6:25  ao 7:14 | Salmo 8:1-9 | Provérbios 2:6-15)
 
O que me impressiona ao lermos as passagens de hoje do “Ler-a-Bíblia-em-Um-Ano,” tanto no Antigo como no Novo Testamento, é a necessidade de um temor reverente, saudável do Senhor.
 
Salomão disse no livro de Provérbios: "O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento; porém os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina" (Provérbios 1:07; 3:14; 5:07, 7:18; 8:12 -13).
 
Devemos respeitar o Senhor acima de tudo. Se você se deparar com fios eléctricos caídos, você não corre até eles e brinca com eles como se fossem uma bola de barbantes, ou os leva como se fossem extensões.  Estes fios elétricos estão vivos, com o poder de ameaçar, quitar a vida. Estes fios de energia, que forneceram tantas coisas boas para a vizinhança, servindo todas as casas com energia elétrica necessária para proporcionar calor e serviços para o nosso bem-estar, tornam-se uma ameaça a vida, caso sejam encarados com descuido, ou tratados com descaso, casualmente.
 
O temor do Senhor é uma atitude de reverência e de adoração com fervor que as pessoas demostram `a Ele,  devido a Sua autoridade e excelência. Seu poder deve ser respeitado. A pessoa que teme o Senhor irá indagar, quer descobrir Sua mente, ouvir Sua Palavra e obedecê-La.  
 
Quando Ló disse o que Deus iria fazer com a cidade de Sodoma, os genros de Ló o ridicularizavam. Será que Ló compartilhou sua fé com eles, antes deste minuto último, tão crucial?
 
Há perigo quando tomamos o Senhor e Sua Palavra muito-de-leve.
 
Ao lermos as passagens de hoje, percebemos a enormidade do pecado humano, e a legalidade do julgamento de Deus sobre ele. Porém vemos a misericórdia de Deus, pois Ele continuamente oferece uma via-de-fuga, aqueles que estão acertadamente-relacionados com Ele através da fé.
 
O Sermão da Montanha termina com um convite de escape a destruição pela obediência à sua Palavra e indo `a Ele,  em os Seus termos e não nos nossos. Não podemos brincar com Deus.
 
Mateus 7:13-15 (NVI)
13 "Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela.  Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida!  São poucos os que a encontram."

 

Existem muitas ferramentas úteis para incentivá-lo, enquanto você lê a Bíblia. Você pode acessar as Escrituras em seu telefone celular, e você também pode desfrutar da introspecção de outras pessoas em blogues, “blog,” como o http://www.oneyearbibleblog.com
 
Porém, o mais importante é lê-La. Lê-La, ver Cristo e adorar. Leia, veja a obra redentora de Deus na história e compreenda-a. Leia-A para aplicação e transformação pessoal. Leia-A, cresça em temor saudável, reverente ao Senhor, e obtenha sabedoria! Creia em Deus e mergulhe dentro da Vida, em Nome de Jesus.

 

Pr. David

 

Posted by David MacAdam

READING THE WORD FOR APPLICATION

 

THE LIFE OF ABRAHAM

 

Although the focus of the Biblical narrative now is on Abraham and his sons, the Lord has the salvation of all people in view.

 

We see God doing a work in Abram so that he progressively begins to act in line with God’s purposes. He leaves father and mother and follows God to build a household of faith.

 

Acts 7:2-3 (NIV) "Brothers and fathers, listen to me! The God of glory appeared to our father Abraham while he was still in Mesopotamia, before he lived in Haran. 'Leave your country and your people,' God said, 'and go to the land I will show you.

 

The Lord appears to Abram and promises to his descendants the land of Canaan. There he builds an altar and calls upon the Name of the Lord.

 

Abraham is an example of a man called to walk by faith. He is an example for all of us.

 

We read the Bible for application as well as for worship. So as we read, let’s look at the SPACE-PETS questions.

 

Is there any:

 

S-Sin to Confess

 

P-Promise to Claim

 

A-Attitude to Change

 

C- Command to Obey

 

E- Example to Follow

 

 

P- Prayer to Pray

 

E- Error to Avoid

 

T- Truth to Believe

 

S- Something to Thank God for

 

Abram’s trust in God is continually tested.  So is ours. He compromises his obedience to Christ. And so do we. He does not leave his family as God told him to. He brings his father and nephew. Disobedience gets us into trouble. But  “If we confess our sins, he is faithful and just and will forgive us our sins and purify us from all unrighteousness.” (1 John 1:9)  God is faithful to His covenant. That is the message of Abraham. God’s grace is available to those who trust Him. And by grace through faith, His purposes are advanced in us and through us .

For we are God's workmanship, created in Christ Jesus to do good works, which God prepared in advance for us to do. (Ephesians 2:10)

 

In the life of a believer God will test our faith and reveal His faithfulness. Are we leaning on Him?  Are we trusting His character, His promise, His power? Are we committing ourselves to Him for what He has committed Himself to be and do in us for others? Are we committed to His will?

 

Will we let the Lord choose where we are to dwell? (Gen 13:8-9) If so, we can say with the Psalmist:

 

The boundary lines have fallen for me in pleasant places; surely I have a delightful inheritance.  (Psalm 16:6)

 

We read the Word to worship. In the story of Abraham we do see “the Lord of glory” (Acts 7:2) and prophetic pictures of His glorious gospel. After Abram rescues his nephew Lot, he is greeted by Melchizedek, the king of Salem (literally, ‘peace’) (Gen. 14:17-24). His name means “King of Righteousness”. The New Testament leaves us no doubt that Melchizedek is a type of the Messiah, the Anointed king, priest and prophet who would bring salvation to those who believe. (Hebrews 7) There is no record in the Bible of Melchizedek’s genealogy, his beginning of days or end of days. His priesthood is before the law and outside of the law. He is king of peace because He is king of righteousness. Peace can only exist on the terms of righteousness. We see this in the cross of Christ, the only place where righteousness can pardon sinners, the only place where  righteousness and peace can kiss each other (Psalm 85:10) .

 

Melchizedek brings an offering to Abram of bread and wine, a memorial meal, and blessed Abram with a prophetic word about what God had done for him. (Gen 14:19-20)

Abram responds to this word by refusing the spoils of victory from the king of Sodom lest Sodom’s king say, “I have made Abram rich.” Abram’s boast would be in the Lord.

 

God rejects all of Abram’s plans to fulfill God’s will through his own doings. He rejects Abram’s suggestion that the promise of a son be fulfilled by means of adopting Eliezer (Gen 15:2) or later, the child of Hagar, Ishmael (Genesis 16:1-4). No, God does His work, His way. The promised seed would come by the Lord’s intervention. To assure Abram, the promise of God given through the spoken word is now sealed with a covenant (Gen.15:12) a legal contract to which the parties are committed or they forfeit their lives. To emphasize that this would be of God’s doing, and not Abram’s, God puts Abram into a deep sleep. The responsibility for the fulfillment would be God’s alone. What grace!

 

A NEW NAME

 

In Genesis 17, the Lord directly appears to Abram a second time (see Gen 12:7; 17:1). Abram is now 99 years old. He had born the reproach of believing God for a promise that had not yet been fulfilled. His name, “Abram” means “exalted father” or “father of the year”. A name like that begs the question, “Just how many children do you have?”, a question that must have been a painful embarrassment to the childless couple, Abram and Sarai.

 

But God graciously reminds Abram that He has not forgotten him and renews his promise to make him a father of a multitude of nations and an everlasting covenant in which the Lord would be the God of these nations! (17:4).

 

And God gives “Abram” a new name. The fifth letter of the Hebrew alphabet, the aspirate ‘Hey’, indicating that God would be breathing life into that which was dead. At their age, Abram and Sarai, were dead in their resources to fulfill God’s promise. But God brings resurrection life to the dead. So the fifth letter of both Abram and Sarai is replaced with the fifth letter of the Hebrew alphabet breathing life into the promise.  How wonderful it is to have the promise of God revived in us!

 

The number 5 in Scripture stands for grace. So on the fifth encounter that God has with Abram, with the introduction of the 5th letter of the Hebrew alphabet, Abram, the exalted father, becomes, “father of many nations”, and “Sarai” (chieftain, ruler) becomes “Sarah” (princess). 

 

In Genesis 18

We have Abram’s  6th encounter with the Lord. This is the third time the Scriptures specifically say, “The LORD appeared” (Gen 18:1). In the next sentence we read “And Abraham looked up and saw three men standing nearby.” Again we see how the Lord made Himself known to man in the form of man. This is known as a Christophany, a pre-incarnate appearance of the second person of the Trinity, which we shall learn more about as we read through the Bible.

 

NEW TESTAMENT GLEANINGS

 

We are continuing to read the Sermon on the Mount.  I find it interesting that the greatest sermon ever preached was not a simple one point sermon. Nor was it a three point sermon.

 

In the Sermon on the Mount, Jesus gives a revelation of the righteousness that God requires, in heart attitude as well as outward behavior.  This is the Christian life which we are purposed to live. As I have said many times, “the Christian life is not difficult, it is impossible. There is only one who ever has and whoever will live it, and that is Christ. And that is why we need to recognize Jesus as the Lord our righteousness. It is only when He, the Law-Giver, becomes the law-keeper in our hearts, that we will have peace and be able to live the Christian life.

 

What a blessing it is to have a revelation of right-living before God spelled out so perfectly in both the words and deeds of our Lord and Savior.

 

PSALM 7

The Apostle Paul speaks about exercising himself, or doing his best to maintain always a blameless conscience both before God and before men (Acts 24:16).  Here is a good example of David doing the same.

 

Posted by admin

Sete de Janeiro de 2011

 

Leia a Palavra para Entender a Obra Redentora  de DEUS na  História

 

Enquanto você lê a Bíblia, ore com o salmista: "Abre meus olhos para que eu veja as maravilhas da Tua lei." (Salmo 119:18)
 
Aproximadamente 75% da Bíblia é narrativa.  A partir do relato da queda da humanidade em Gênesis 3, observamos dois temas acontecendo simultaneamente na história:
 

  1. O princípio do pecado, na raça humana, transcorrendo paralelamente com o desenvolvimento da cultura humana, (e também)
  2. O transcorrer do propósito redentor de Deus de restaurar a humanidade  e levá-la a um relacionamento de aliança harmoniosa Consigo Mesmo.

Observe a conseqüência do princípio do pecado- a humanidade rompe sua comunhão com Deus por descrer `a Deus e desobedecê-Lo. Mal peca o homem, e Deus demonstra Sua Graça com a Promessa de um Salvador (Gn 3:15) e vestimentas para sua nudez (Gn 3:21); ambos profeticamente representando a obra salvadora de Cristo.
 
As conseqüências do homem independente de Deus são vistas quando:

  • Adão tem medo, e se esconde (de Deus) (Gn 3:10),
  • Adão se auto-justifica, e acusa os outros (Gn 3:12),
  • Adão tenta se  auto-redimir, e costura as folhas da figueira;
  • Caim adota `a auto-redenção, a religião das boas obras, e se relaciona com Deus em seus próprios termos, fazendo o que é certo aos seus olhos.
  • Caim tem ciúme que resulta em fratricídio- Caim mata Abel (Gn 4: 8)
  • Caim vai sem rumo, em eterna insatisfação. ( Gn 4:12)
  • Vemos a desobediência de Lameque, em sua bigamia e vanglória. (Gn 4:19)

Lameque vangloria-se de seu comportamento iníquo.  Ele tem orgulho de suas conquistas e aniquila aqueles que entram em seu caminho,  sendo sua vingança desproporcional a ofensa. (Gn. 4:23).

 

A linha de pecadores descendentes de Caim é contrastada a uma outra linha de pecadores que clama ao nome do Senhor. Em Gênesis 4:25, Adão tem outro filho, chamado 'Sete,' que significa 'apontado, nomeado' referindo-se a um "substituto.” Adão disse: “Deus me deu outro filho em lugar de Abel.” Novamente, há a lembrança do substituto prometido provir, Jesus, o Cristo (Messias), cuja Vida e Morte substitutiva nos providenciaria reconciliação com Deus. (2 Cor. 5:19-20).

 

A linhagem de Sete e a linhagem de Caim são contrastadas por um período que abrange 1500 anos, toda extensão do livro de Gênesis, até o dilúvio. Enoque, o sétimo filho de Adão através da linhagem de Sete, é contrastado com Lameque, o sétimo filho de Adão através da linhagem de Caim.  Enoque andou com Deus, agradou a Deus (Hebreus 11:5), foi utilizado como porta-voz para a glória de Deus (Judas 1:14) e foi arrebatado por Deus (Gn 5:24). Em contraste, Lameque andou com uma arrogante independência de Deus, foi desafiador dos Seus mandamentos, foi porta-voz de sua glória pessoal (Gn 4:23-24) em vez da glória de Deus e, finalmente, ele prova que Satanás é um mentiroso, e que a Palavra de Deus é verdadeira, pois ele morre em seus pecados.
 
Depois do dilúvio, Babel é a expressão de uma ordem mundial que opera em desafio `a Deus, movida pelo princípio satânico do pecado- a presunção humana de ser auto-suficiente, de indiferença para com Deus, de rebelião contra Ele em orgulho e arrogância. O mistério da iniqüidade, que é representado por Babel, continuamente vem a tona ao longo da história humana, porém ao final é destruída, "para nunca mais ser encontrada" (.Apocalipse 18:21).
 
Em Gênesis 11, Deus confundiu as linguagens e planos humanos, e dispersou a raça humana para que assim Seu plano de redenção pudesse ser realizado. O Apóstolo Paulo prega sobre isso no Novo Testamento:

 

“De um só fez Ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar. Deus fez isso para que os homens o buscassem e talvez, tateando, pudessem encontrá-Lo, embora Ele não esteja longe de cada um de nós.” Atos 17:26-27 (NVI)

 

Enquanto as nações tramam contra o Senhor e contra O Seu Ungido, (Salmo 2:1), Deus prepara a restauração da Ordem Divina. Ele chama Abrão, filho de um idólatra, e de seus descendentes virá a Semente Prometida do Messias. Através de Sua Semente seriam abençoados todos os povos da terra (Gen. 12:3).

 

Até este ponto a história de Gênesis tem sido sobre os povos da terra. De agora em diante o foco estará em Abraão e seus descendentes, e particularmente no povo de Israel. Através desta linhagem o propósito redentor de Deus é visto e realizado.

 

Deus é fiel a Sua Promessa na dádiva do Messias.

 

Posted by David MacAdam

As you read through the Bible, pray with the Psalmist, “Open my eyes that I may see wonderful things in your law.” (Psalm 119:18)

 
READ THE WORD TO UNDERSTAND GOD’S REDEMPTIVE WORK IN HISTORY

 

Approximately 75% of the Bible is narrative.  From the account of the Fall of mankind in Genesis 3 we observe two concurrent themes unfolding in history:

 

  1. There is the outworking of the principle of sin in the human race running in tandem with the development of human culture.
  2. There is the outworking of God’s redemptive purpose to restore mankind and bring him into a harmonious covenant relationship with Himself.

Notice the outworking of the principle of sin- Mankind breaks fellowship with God by disbelieving God and disobeying Him.  No sooner than man sins, God demonstrates His grace by giving a Promise of a Savior (Genesis 3:15) and clothing for nakedness (Gen. 3:21); both prophetically picturing the saving work of Christ.

 

The consequence of man’s independence from God is seen in:

  • Adam’s fear, expressed through hiding (Gen 3:10)

  • Adam’s self-justification, expressed through accusing others (Gen 3:12)

  • Adam’s attempts at self-redemption, the sewing of fig leaves;

  • Cain’s adopting of self-redemption, a religion of good works, a relating to God on one’s own terms and doing what is right in one’s own eyes.

  • Cain’s jealousy, resulting in fratricide- Cain killing Abel (Gen 4:8)

  • Cain’s wandering in perpetual dissatisfaction (Gen 4:12)

  • We see the disobedience of Lamech in his bigamy and boasting. (Gen 4:19) Lamech boasts of his lawless behavior. He is proud of his conquests and for murdering those who get in his way, the disproportionate vengeance upon those who hurt him. (Gen 4:23)

The line of sinners descended from Cain is contrasted with another line of sinners that call upon the name of the Lord. In Genesis 4:25 Adam has another son, named ‘Seth’ which means ‘appointed’ referring to a “substitute”. Adam said, "God has granted me another child in place of Abel”. Again there is the reminder of the promised substitute to come, Jesus, the Christ (Messiah) whose substitutionary living and dying would provide our reconciliation to God (2 Cor 5:19-20).

 

The line of Seth and the line of Cain are contrasted as the book of Genesis covers the 1500 year period up until the flood. Enoch, the seventh son of Adam through the line of Seth is contrasted with Lamech, the seventh son of Adam through the line of Cain. Enoch walked with God, pleased God (Hebrews 11:5), was used as a spokesman for the glory of God (Jude 1:14) and was taken by God (Gen 5:24,). In contrast, Lamech walked in arrogant independence from God, was defiant of His commands, was a spokesman for the glory of himself (Gen 4:23-24) rather than the glory of God and ultimately he proves that the devil is a liar and the word of God is true, by dying in his sins.

 

After the flood, Babel is the expression of a world order that operates in defiance of God, driven by the Satanic principle of sin- presumed human-self sufficiency, indifference towards God, rebellion against Him in arrogance and pride. What is represented at Babel, the mystery of lawlessness, continually surfaces throughout human history but is in the end destroyed, “never to be found again” (.Revelation 18:21.)

 

In Genesis 11, God confused human languages and schemes and scattered the human race that His redemptive plan might be realized. The Apostle Paul preaches about this in the New Testament:

 

Acts 17:26-27 (NIV)
From one man he made every nation of men, that they should inhabit the whole earth; and he determined the times set for them and the exact places where they should live. 27 God did this so that men would seek him and perhaps reach out for him and find him, though he is not far from each one of us. 

 

While the nations rage (Psalm 2:1) against the Lord and His Anointed One, God is preparing to restore the Divine order. He calls out Abram, the son of an idolater and from his descendants will come the promised seed of the Messiah.  Through His seed would all the peoples of the earth be blessed (Genesis 12:3).

 

Up until this point the Genesis story has been about the people of the earth. From here on in the focus will be on Abraham and his descendants, particularly, the people of Israel. Through this line God’s redemptive purpose is seen and fulfilled. God is faithful to His promise in the gift of the Messiah.

Tags:
Posted by admin

Cinco de Janeiro de 2011

 

Encorajados a Descansar na Provisão da Graça de Deus

Eu escrevi no início desta semana para incentivar a todos a ler a Bíblia, pelo o que Ela é: A Palavra de Deus.  Leia a Bíblia com "Cristo-ao-centro".  Leia e adore Jesus, a Palavra Viva.

 

À medida que progredimos através da Bíblia-em-Um-Ano, vamos aprender mais sobre a leitura da Bíblia como história e também como leitura para aplicação.
 
 
Na leitura do Novo Testamento de hoje, Jesus anuncia em Seu Sermão da Montanha, que Ele veio para cumprir tanto a Lei (Torá), como os Profetas (Mateus 5:17-18). Ele também nos diz nestes versos que a lei em si foi uma profecia a ser cumprida, e que seria realizada Nele Mesmo.  Jesus nasceu sob a Lei para cumprir a lei com Sua vida justa e Sua morte substitutiva (Gálatas 4:4). Ele redime aqueles que foram condenados à morte pela lei, através de Sua morte na cruz, como nosso substituto.
 
 
Mais adiante, no Monte da Transfiguração, vemos Jesus conversando sobre a revelação do “Cristo-ao-centro,” na Lei e nos Profetas, com Moisés e Elias. O Evangelho de Lucas nos diz que eles estavam conversando sobre o caminho de escape, a partida, a morte (no texto original grego, o “êxodo ") que Ele iria realizar em Jerusalém (Lucas 19:31). Jesus oferece o caminho para que escapemos `a ira de Deus ao ser Crucificado, Sepultado e Ressuscitado dentre os mortos em Jerusalém (cf. Lc 9:31).

 

Na leitura do Antigo Testamento de hoje, continuamos a ler o relato de Noé. A arca de Noé é outra representação da "saída", do êxodo, da execução do plano de salvação que Jesus realizaria em Jerusalém.
 
"Então Deus lembrou-se de Noé" (Gênesis 8:1)

 

Quanto isto nos asegura!  Sobre o Que é a graça de Deus?  É a revelação de Deus fazendo por nós o que não poderíamos fazer por nós mesmos.  É Deus lembrando-se de nós.  Ele conhece a nossa estrutura, nossas capacidades e limitações.  Ele lembra de que somos apenas pó. (Salmo 103:14)  Deus nos deu a capacidade de consertar coisas, porém, algo que não podemos consertar é o problema do coração humano.  O problema dos nossos corações.

 

Assim, Deus nos dá o que não merecemos, ou não podemos alcançar por nós mesmos. Ele nos dá a revelação de Sua Palavra e a capacidade de crer n’Ele. Nós temos a capacidade de resolver problemas e consertar coisas. Mas o problema do coração humano está além da nossa capacidade de consertar (Jer. 17:09, 13:23).

 

Qual é a origem das lutas e disputas na história humana? (Tiago 4:01) Jesus disse: "Pois do coração saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as imoralidades sexuais, os roubos, falsos testemunhos e as calúnias." (Mateus 15:19; Gênesis 6:5)

 

Do ponto de vista de Deus não é apenas um coração novo que precisamos.  Transplante do coração humano não trará a cura.  Precisamos de um novo tipo de coração, amoroso e cumpridor da lei. Um coração acertado com Deus.  E é isto que o Evangelho da graça de Deus nos promete como herança:

 

"Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne. Colocarei o Meu Espírito em vocês e os levarei a agirem segundo os Meus decretos e a obedecerem fielmente às minhas leis. " (Ezequiel 36:26)
 
Esta é a promessa do Espírito, dada a uma nova criação, um novo homem em Cristo.

 

O nome Noé significa "descanso."  Embora sua vida tivesse sido bastante ativa, sendo obediente `a Deus, (construir uma arca e pregar a Palavra),  finalmente ele teria que descansar na autoridade da Palavra de Deus,  quando esta se refere a sentença iminente contra o pecado, e ao Seu plano de salvação, de escape ao julgamento. Como Noé, precisamos de um barco que está além de nós mesmos para nos resgatar.  É necessário que confiemos na revelação de Deus e que sejamos obedientes a revelação de Deus.  Na arca não havia leme nem mastro.  Não coube a Noé a orientação, ou a aceleração deste navio.  Ele teria de "descansar" na provisão de Deus.  Assim, quando as águas do julgamento desceram sobre a primeira criação, ele precisaria confiar que Deus  iria trazê-lo `a nova criação.

 

Também  aprendemos sobre aliança nesta seção.  Um pacto é a definição de um relacionamento. Promessas e expectativas são soletradas claramente. Na aliança que Deus faz com Noé, Deus soletra claramente Suas promessas a Noé e seus descendentes (o qual, de fato, também somos). Deus faz promessas que Ele se compromete a manter para sempre.  Deus sinalizou que o arco-íris seria o sinal daquele pacto. Deus diz que ao vê-lo, Ele lembrará da Aliança.  Nós, ao vê-lo,  lembramos que Deus lembra.  Nós Lembramos de Sua Graça. O Senhor se lembrou de Noé, assim Ele se lembrará de nós.  Podemos repousar em Sua Palavra. Podemos confiar em Seu plano de salvação e responder com a obediência da fé para entrar nele (Gênesis 6:18; 7:1; Hebreus 11:6-7).  

 

Salmos 05:11 "Alegrem-se, porém, todos os que se refugiam em Ti; cantem sempre de alegria!

 

Posted by David MacAdam

  

I wrote earlier this week to encourage you all to read the Bible for what is- the Word of God. Read the Bible “Christocentrically”. Read and worship Jesus, the Living Word.

 

As we progress through the One-Year-Bible we will learn more about reading the Bible as history and reading for application also.

 

In today’s New Testament reading Jesus announces in His Sermon on the Mount that He came to fulfill both the Law (the Torah) and the Prophets (Matthew 5:17-18). He also tells us in these verses that the Law itself was a prophecy to be accomplished and that it would be accomplished in Himself. Jesus was born under the Law to fulfill the law by His righteous living and His substitutionary dying (Galatians 4:4). He redeems those under the law, those who have been sentenced to death by it, through His death as our substitute on the cross.

 

Later, on the Mount of Transfiguration we see Jesus discussing the Christo-centric revelation of the Law and the Prophets with Moses and Elijah. The Gospel of Luke tells us that they were discussing the way of escape, the departure, the death (in the original Greek text, the “exodus) that He would accomplish in Jerusalem (Luke 19:31). Jesus provides a way for us to escape God’s wrath when He was crucified, buried and raised from the dead in Jerusalem (see Luke 9:31).

 

In today’s Old Testament reading we continue to read the account of Noah.  The ark of Noah is another picture of “the departure”, the exodus, the execution of the plan of salvation that Jesus would accomplish in Jerusalem.

 

“And the Lord remembered Noah” (Genesis 8:1)

 

How reassuring this is!  What is the grace of God all about? It is the revelation of God doing for us what we could not do for ourselves.  It is God being mindful of us. He knows our frame, our capacities and limitations. He remembers we are but dust. (Psalm 103:14) God gave us the capacity to fix things, but one thing we cannot fix is the problem of the human heart. The problem of our hearts. So God gives us what we do not deserve or cannot attain for ourselves. He gives us the revelation of His Word and the capacity to believe Him. We have the capacity to solve problems and fix things. But the problem of the human heart is beyond our ability to fix (Jer. 17:9; 13:23). What is the source of the fights and quarrels in human history? (James 4:1) Jesus said, “For out of the heart proceeds evil thoughts, murder, adultery, sexual immorality, theft, false testimony, slander.” (Matthew 15:19; Genesis 6:5)

 

From God’s point of view it is not just a new heart that we need. A human heart transplant will not bring the cure. We need a new kind of heart; a loving, law-abiding heart. A heart that is right with God. And this is what the gospel of God’s grace promises us as an inheritance:

 

I will give you a new heart and put a new spirit in you; I will remove from you your heart of stone and give you a heart of flesh. And I will put my Spirit in you and move you to follow my decrees and be careful to keep my laws.”

 

It is the promise of the Spirit that will be given to a new creation, a new man in Christ.

 

Noah’s name means ‘rest’. Although his life was quite active fulfilling his obedience to God (building an ark and preaching the Word) ultimately he would have to rest in the authority of God’s Word pertaining to the impending judgment against sin and His plan of salvation to escape that judgment. Like Noah, we need a vessel apart from ourselves to save ourselves. We must trust God’s revelation and be obedient to it. There was no rudder or mast to the ark. It was not for Noah to steer or accelerate this ship. He would have to ‘rest’ in God’s provision. As the waters of judgment came down upon the old creation he would have to trust that God would bring him into the new creation.

 

We also learn about covenant in this section. A covenant is the defining of a relationship. Promises and expectations are spelled out. In the covenant that God makes with Noah, God spells out His promises to Noah and his descendants (that’s us, by the way). God makes promises that He pledges to keep forever. God signaled that the rainbow would be a sign of that covenant. God says that He will remember the covenant when He sees it. When we see it, we remember that God remembers. We remember His grace. The Lord remembered Noah, so He will remember us. We can rest in His Word. We can trust in His plan of salvation and respond with the obedience of faith to enter into it (Genesis 6:18; 7:1; Hebrews 11:6-7).

 

Psalm 5:11 “Let all who take refuge in you rejoice; let them sing joyful praises forever.”

 

Tags:
Posted by admin

Querida Familia da Igreja Nova Vida,

                                                                       

 Bom dia!  Estou escrevendo para encorajar a união de cada um de vocês nesta jornada através da “Biblia em Um Ano,” em 2011.

 

 Ao lermos juntos através da Biblia, em 2011, leiamos para adorar!

 

Adorar Cristo como Criador, A Imagem de Deus, O Adão Perfeito, O Deus-Homem,  O Noivo, A Semente Prometida da Mulher, O Redentor Prometido,

O Cordeiro de Deus, que remove o Pecado do Mundo, O Maior Abel, A Maior Arca de Noé,  O Homem Bem-Aventurado, O Filho Ungido, Nosso Escudo, Glória,

Elevador de nossas Cabeças e Salvação!

 

E isto é somente nas três primeiras leituras da “Biblia em Um Ano!”

Faremos bem lembrar o que Jesus disse aos interpretradores da Biblia do seu Dia, “Ai de vocês, peritos da lei, porque se apoderaram da chave do conhecimento.  Vocês mesmo não entraram e impediram os que estavam prestes a entrar!” (Lucas 11:52)

 

O que tinham feito os peritos da lei para merecer tal reprimenda de Jesus?

Eles tinham se apoderado da “chave do conhecimento,” que é a Revelação

Dele Mesmo, como Promessa de Deus, O Messias.

 A “Chave do Conhecimento” é a Revelação do Messias. 

 Dar as pessoas a Lei, sem Aquele que foi Prometido para cumprir a Lei, é um crime.

Interpretar o Antigo Testamento sem  ter no âmago a Promessa do Messias, é uma interpretação falsa.

 

Jesus é a Chave para as Escrituras.   Jesus falou, “As Escrituras testemunham sobre Mim.” (João 5:39)  “Moisés escreveu sobre Mim.” (João 5:46); “Era necessário que se cumprisse tudo o que a Meu respeito está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos.” (Lucas 24:44)

A Biblia é a Palavra de Deus escrita, e Jesus é  a Palavra de Deus Viva. Nele estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e conhecimento. (Colossenses 2:3)

Então lemos as Escrituras para ver Cristo e conhecer o Seu Evangelho.

Aqui estão alguns imagens de Cristo nas primeiras leituras da “Biblia em Um Ano.”
Rezo que isso virá  a encorajar vocês a ler e adorar!

 

 Gênesis 1

 

Em Gênesis 1:1  Jesus Cristo é Criador. (João 1:3; (Colossenses 1:16; Salmos 33:6)

 

Jesus é a Luz do Mundo  (João 9:5);  Ele é o Grande Separador das coisas na terra e no céu (João 3:9-21).

Deus, O Filho, opera em harmonia com o Pai e o Espirito Santo. (Gênesis 1:26)

Adão foi o primeiro homem, protótipo de homem, tudo que Jesus, como Deus, desenhou o homem para ser, como imagem de Deus expressa.  (Jesus é a Imagem de Deus Perfeita – Hebreus 1:3)

 

Gênesis 2

Em  Gênesis 2, nós vemos o primeiro homem, Adão, num estado de inocência sem tentações; ainda não perfeito em obediência.  Ele é um representação

 de tudo que Jesus seria com homem, exceto que Jesus é o Homem Perfeito, num estado de obediência perfeita.

 

No Novo Testamento aprendemos que se refere a Jesus como “O Segundo Homem”

(1 Corintios 15:47), e “O Último Adão” (1 Corintios 15:45)

Da costela, do lado de Adão veio sua noiva para ser co-regente, nomeada para reinar junto a ele em comunhão. (Gênesis 2:21-22)

 

Adão, o primeiro noivo,  caiu em profundo sono. (A palavra ‘sono’ é usada no Novo testamento em referência a morte daquele que Crê; não morte como “salário do pecado” (Romanos 6:23),  porém transição a um novo estado de ser).

 

O homem disse então, “Esta, sim, é osso dos meus ossos, e carne da minha carne!

Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada.  Por essa razão, o  homem deixará seu pai e sua mãe, e  se unirá a sua esposa, e eles se tornarão uma só carne.”

(Gênesis 2:23-24)

 

A noiva foi tirada da costela, do lado de Adão para ser a companheira com quem ele pudesse se relacionar perfeitamente.  Ela o complementaria e seria co-regente junto a ele.

Jesus cumpre esta imagem profética como O Segundo Homem, O Noivo Celestial.

Ele foi posto num profundo sono, Sua morte na cruz.  Seu sangue derramado e Sua morte,  sacrifício altruístico, que não somente forneceu expiação pelos nossos pecados, como também fez possível a formação, (a palavra em Hebreu é ‘construção’), de uma ponte, A Igreja como Sua Companheira Eterna.

Paulo escreve sobre este mistério no Livro de Efésios.

 

“Pois somos membros do Seu Corpo, de Sua Carne e de Seus Ossos.

Por essa razão, o  homem deixará seu pai e sua mãe, e  se unirá a sua esposa, e eles se tornarão uma só carne. Este é um mistério profundo, refiro-me, porém, a Cristo e `a Igreja.” (Efésios 5:30-32 NKJ)

 

Jesus deixou a casa de Seu Pai para redimir a noiva ao preço de Sua própria Vida.  Nesta imagem profética, Jesus, como o primeiro homem, Adão, deve ser colocado num sono profundo, na expressão de Sua morte.  Podemos ver como o lado ferido do primeiro homem aponta para O Lado Ferido do Segundo Homem.

 

“Em vez disso, um dos soldados perfurou o lado de Jesus com uma lança,

 e logo saiu sangue e água.” (João 19:34)   

Podemos também ver aqui, no Seu Lado Ferido, a representação do  que O custou para resgatar Sua noiva, A Igreja, Companheira Eterna do Senhor, destinada a reinar com Ele pelas idades ainda por vir, em comunhão conjugal.  Do Seu Lado (Ferido) flui redenção.  A Igreja custou O Seu Próprio Sangue. (Atos 20:28)

 

Gênesis 3

Em Gênesis 3, naturalmente temos o relato da queda da humanidade, porém, também temos a primeira menção do Evangelho e um expressão profética Dele.

 A primeira menção do Redentor por Vir se encontra em Gênesis 3:15.

Teólogos chamam isto de “protoEvangelho,” ou a primeira menção do Evangelho.

 

“Então o Senhor Deus declarou `a serpente: “Porque você fez isso, maldita é você entre todos os rebanhos domésticos e entre todos os animais selvagens!  Sobre o seu ventre você rastejará, e pó comerá todos os dias da sua vida.  Porei inimizade entre você e a mulher, entre a sua descendência e O Descendente dela; Este lhe esmagará a cabeça, e você lhe ferirá o calcanhar.” Gênesis 3:14-15 (NVI)

 

O Redentor Prometido seria “A Semente da mulher.”   A expressão, “esmagar a cabeça,” é uma expressão oriental que significa “depor o reino de um governo.”  Esta é uma imagem profética do Messias, que não seria somente Filho do homem falido, como também Filho de Deus, nascido de uma virgem.   Ele viria para nos resgatar dos nossos pecados, e destruír as obras de Satanás, depondo o seu reino.

Em Gênesis 3:21, temos a representação das fracassadas tentativas humanas de encobrir  pecado (operação folha de figo), e a provisão de Deus através do sacrifício de um animal inocente no lugar dos culpados pecadores, uma imagem do sacrifício altruísta do Cordeiro de Deus.

 
“O Senhor Deus fez roupas de peles para Adão e sua mulher e os vestiu.”

Gênesis 3:21 (NVI)

Este é o Evangelho de Deus. A boa notícia do Messias, a provisão do sacrifício expiatório.

Gênesis 4
O Evangelho apresentado em Gênesis 3:14-15 e 3:21 era para ser transmetido aos filhos de Adão.

Antes da queda, o homem e a mulher viviam como unidade de uma só carne. Eles compartilhavam o mesmo nome. Após a queda, com o pecado, veio a dissolução da unidade. A mulher foi chamada Eva.  Considerando que Adão foi criado à imagem de Deus, os filhos de Adão nasceram na imagem do homem falido (Gênesis 5:3).

Portanto, embora Adão foi o primeiro homem, seu filho, Caim, não seria qualificado a ser chamado “o segundo homem.”  Caim não era mais o homem, como Deus criou o homem para ser.  Em vez de ser cheio do Espírito Santo, sua natureza havia falido, e estava espiritualmente sujeito ao domínio do deus desta idade, Satanás.

Nunca, na história humana, haveria outro "homem," até O Messias.  Ele qualificaria como o "Segundo Homem," pois Ele não nasceu da semente de Adão.  Ele seria, como foi Adão originalmente, nascido sem pecado.   Sua obediência seria testada.  

Onde o primeiro homem, Adão, desobedeceu,  trazendo pecado e morte as águas correntes da humanidade,  Jesus obedeceria, trazendo Sua Justiça, estendida como um presente aos que Crêem, assim,  nascida do Espírito Santo, seriam as Águas Correntes de uma nova humanidade.

Abel, o segundo filho de Adão, é uma imagem de alguém que é obediente ao Evangelho.  Caim trouxe a Deus o que ele achava melhor.  Ele representa ao homem que vive pela razão humana, sem  Revelação. Sua religião é uma de auto-redenção.
Abel trouxe o que Deus requeria - um animal inocente, um substituto, um tipo de Cristo.  Este sistema de sacrifício foi instituído como um meio de comunicar o Evangelho.

Abel recebeu o testemunho do Espírito Santo, de que ele seria aceito por Deus por mérito do sacrifício de Um Outro feito em seu lugar, Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
Caim rejeitou o Evangelho. Embora Deus lhes tivesse feito uma invocação,  de que ambos estavam `a sua porta:  O Ofertório pelo pecado, como também o reinado do pecado.  Caim rejeitou O Ofertório pelo pecado e se submeteu ao reino do pecado.

"Pela fé, Abel ofereceu a Deus um sacrifício superior ao de Caim. Pela fé, ele foi reconhecido como justo, quando Deus aprovou as suas ofertas." (Hb 11:4)

Vemos o primeiro caso de depressão em Caim.  Falhando, por não crer no Evangelho, ele não tem o testemunho da aceitação de Deus.  Ele ainda está em seus pecados, e sobre a ira de Deus.  Ele está com raiva, porque não é aceito por Deus, quando vive em seus próprios termos.  Ele tem ciúmes de seu irmão, Abel, da paz e alegria de Abel. O espírito do anticristo se apodera dele, e temos a primeira guerra religiosa.  Caim ergue-se para perseguir e matar Abel.

"Esta é a mensagem que vocês ouviram desde o princípio: Que nos amemos uns aos outros.   Não sejamos como Caim, que pertencia ao Maligno e matou seu irmão. E por que ele matou?  Porque as suas obras eram más e as de seu irmão eram justas. "

(1 João 3:11-12)

Jesus é o Maior Abel, que foi desprezado, rejeitado e morto por seus irmãos.

Abel foi o primeiro pastor,  Jesus é o Grande Pastor (João 10:11).

Abel morreu de morte violenta, e seu sangue clama por julgamento.  

Jesus teve uma morte violenta, porém, o Seu Sangue clama por misericórdia.

(Hebreus 12:24)

O restante de Gênesis 4 é um estudo poderoso sobre a sociologia humana.

Gênesis 5

O desenvolvimento da sociedade humana continua, com  o registro dos anos vividos e os obituários das pessoas.  A primeira parte do Evangelho é claríssima:  O salário do pecado é a morte.  Temos a repetição desta frase: "E ele morreu.”

 

Alguns observaram que o significado dos nomes na genealogia nos traz A Esperança do Evangelho em uma frase:

O homem (Adão)
é apontado (Seth)
mortal (Enoch)
tristeza (Cainã), porém,
O Bem-Aventurado Deus (Maalalel)
descerá (Jared)
ensinando (Enoch) que
Sua morte trará (Methusekah)
aos desesperados (Lameque)
repouso (Noé)

 "Venham a Mim, todos que estão cansados e sobrecarregados, e Eu lhes darei descanso.” Mateus 11:28 (NVI)

Gênesis 6
A humanidade sem rumo é "a carne" (Gn 6:3).  O uso da palavra “carne,”vista  no Novo Testamento,  se refere à natureza do homem independente de Deus.

Há uma corrupção generalizada na terra.

"O SENHOR viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra, e que toda inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal.” (Gn 6:5) 

Jesus certamente acreditava que Gênesis 6 era historicamente exato:

"Assim como foi nos dias de Noé, também será nos dias do Filho do Homem.  O povo vivia comendo, bebendo, casando-se, e sendo dados em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.  Então  veio o Dilúvio e destruiu a todos. (Lucas 17:26-27).
A arca de Noé é uma imagem do plano de salvação de Deus em Cristo.

Noé entrou na arca.

 A arca de Noé é uma imagem do plano de salvação de Deus em Cristo.  Noé foi salvo. porque acreditou na Mensagem de Deus (Hebreus 11:7)

Tudo é planejado por Deus:  Tanto a arca, como plano de salvação, como o advento do Cristo: Sua Encarnação, Vida sem pecado e Sua morte substitutiva ( Jesus), cumprindo a lei.

Noé não teve parte no planejamento.  De acordo com o designio de Deus, a arca seria o meio de salvação do julgamento furioso contra o pecado.  Deus estava julgando a primeira criação com o Dilúvio. Aqueles que entraram na arca, (no plano de salvação), seriam salvos.

 

 Tal como no relato da queda do homem em Gênesis 3, mal Deus anuncia o Seu julgamento contra o pecado, logo em seguida Ele também anuncia Sua provisão de escape ao julgamento.

Em todo caso, A Provisão fala de Jesus!

“Você, porém fará uma arca de madeira de cipreste; divida-a em compartimentos e revista-a de piche por dentro e por fora.” (Gênesis 6:14)

A arca é feita de madeira. Madeira fala de humanidade.   Madeira de cipreste é conhecida por sua resistência à corrupção. A madeira representa a humanidade sem pecado de Jesus, que O qualifica para ser O nosso Salvador. A madeira é coberta com piche. A palavra hebraica para "piche" é ‘kopher '- uma cobertura.   A palavra hebraica comum, "kopher." refere-se à expiação.   Seu sangue daria expiação para as nossas almas (Lv 17:11).

 

Existem três partes na arca, assim como existem três partes no tabernáculo, (outra imagem do plano de salvação no Antigo Testamento!), Jesus é a Maior Arca de Noé.
Há muitos paralelos maravilhosos entre o plano de salvação através da Arca de Noé, e o plano de salvação ao qual podemos entrar pela fé em Cristo.

 Lendo os Salmos:

 

Salmo 1 -   Jesus é o Homem Bem-Aventurado!
Salmo 2 - Jesus é o Filho de Deus
Salmo 3 - Jesus é um Escudo sobre nós, nossa Glória e O Levantador de nossas cabeças! Nosso Sustentador. O único que responde às nossas orações.

O Autor e Consumador da nossa salvação!

Lendo os Provérbios:

Provérbios 1 - Jesus é a nossa Sabedoria, vinda de Deus (1 Coríntios 1:30; Prov 4)

Lendo os Evangelhos:

Adorar Aquele que veio para nos resgastar dos nossos pecados (Mt 1:21).

Ele foi direto `a raíz do nosso problema.

João Batista diz bem: "O machado já está posto`a  raiz das árvores, e toda árvore que não der bom fruto será cortada e lançada no fogo.".(Mt 3:10)

Jesus não veio para podar a nossa natureza pecaminosa, Ele veio para lidar com sua raíz. Ele retorna diretamente ao princípio do problema- Adão.  

Onde Adão caiu em desobediência, Jesus traria julgamento sobre Adão e a sua descendência como "o último Adão,” por se identificar Ele Mesmo com o seu pecado na cruz.  O pecado seria cortado e lançado ao fogo.  

Como "o Segundo Homem,” O Governador  da nova humanidade, Ele iria reescrever a nossa história como Um Perfeito em obediência.

Jesus, mesmo sem pecado, se identificou com o homem natural no batismo. Observe o reconhecimento das Pessoas da Santíssima Trindade. “Este é o meu Filho amado, em Quem Me agrado!” (Note também que a pomba, não vista depois de ter sido enviada por Noé, após o julgamento da primeira criação, Gen. 8:12), é finalmente vista em Mateus 3:16 descansando sobre a cabeça de Jesus Cristo, o Segundo Homem, O Governador da nova criação!)

Onde o primeiro homem foi testado e falhou, este Homem teria sucesso. A mulher, (cujo nome também era Adão), foi tentada no jardim para viver de forma autónoma e para romper comunhão com Deus através da desobediência, a árvore do conhecimento do bem e do mal, através da luxúria da carne (ela viu que a fruta era um bom alimento), a luxúria dos olhos (um deleite para os olhos), e a soberba da vida, (desejável para torná-la sábia).  

Jesus foi tentado no deserto nas mesmas áreas:  A luxúria da carne, (para fazer das pedras pão, e assim romper comunhão com o Pai, por satisfazer Sua fome independentemente da provisão do Pai); a luxúria dos olhos, (Lucas tem isso como a segunda tentação, em Mateus, a terceira - para contemplar a glória dos reinos deste mundo); e a soberba da vida, (prove quem Você é, lança-se do pináculo do templo e ordene que os anjos Ti salvem).   

Jesus resistiu à tentação da mundanidade e do pecado, porque Ele escondeu a Palavra de Deus em Seu coração, que façamos  o mesmo!

Jesus respondeu: "Está escrito: 'Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.'" (Mateus 4:4)

Você será abençoado!

Pastor David